domingo, 28 de novembro de 2010

É du ardor

Do toque se retorce
o corpo inteiro
Da saliva o imã
Teu beijo
Desejo
Arquejo
Fraquejo
na abundância
da insegurança
Ânsia
de te ver
de te ter
O corpo arder ao te receber

sábado, 7 de agosto de 2010

Lysergsäurediethylamid

Quando te engulo que vem
os espamos
É quando atinges
de supapos
minh'alma fragilizada
Sabor de um amargo adocicado
Me retrata
e da mente transcedente
se rende
Me vende
cores, sabores, valores
e mente nas verdades
Instantes de liberdade
Igualdade (?)
Fraternidade (?)
Foto por mim

domingo, 18 de abril de 2010

Piegas[são

Entrei
estrago eu sei que causei
Me embriaguei
com teu suor e saliva curtida
Brinquei
em teu corpo sinuoso
Risquei
tua pele com palavras mal ditas
Maldita
mente, corpo e alma

que me rasga
feito papel ao léu

antes mel agora fel

domingo, 21 de março de 2010

Baseado. Em fatos reais

- Oi. Você é da federal? - pergunta ele tocando no braço dela

- Sou, e você? - responde ela se virando para ele

- Sou da federal de Brasília - responde ele

- Massa. Mas porquê a pergunta? - pergunta ela

- Eu apostei com meu amigo que tu era da federal - responde ele

- O que caracteriza a pessoa ser da federal? - pergunta ela

- O seu jeito livre de dançar - responde ele risonho

- Aaah "podecre" - diz ela

e sai da fila
p'ra dusoutear e encantar
quer apostar? ha ha ha

segunda-feira, 8 de março de 2010

Despedida pedida ida da a?

-Até... - diz ela

-
Até como? - pergunta ele confuso

-Até mais... - responde ela fingindo desdém

-Até logo? - pergunta ele ansioso

-Até outra hora, outro dia, outro mês, outra estação, outro ano, outra década, outro milênio. Outra vida. - responde ela tentando disfarçar a tristeza

-Até quando? - insiste ele

-"Até quando nosso Deus deixar, sorrir, chorar, se desfazer e se espalhar, descontrair, se envolver, descontrolar, e repartir, no conviver se remendar nos seus." - responde ela cantando



e encantando



fecha a janela azulada azul clara
depois às lágrimas.





sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

- Gostei do seu beijo.

- Gostei de você por inteiro...

Carnavalizar carnavalizando
encontro o menino mulambo
Leão do nordeste maracatuzando
com seus passos tímidos frevando
e eu me encantando
dançando
coco de roda
enquanto tu me olhas
me notas
me envoltas
me tocas
me molhas
Não se demora
me devora
Reclamando da quarta-feira ingrata
me abraça
É ele
com seu olho verde
me olhando sem parar
e dançando até o sol raiar
para em seguida partir
e um dia voltar

sábado, 9 de janeiro de 2010

Tchau Dic

Triiim Triiim


O celular toca. E depois de um oi tudo bem como é que vai:


- Quer me ver? - pergunta ele risonho
- Não - responde ela secamente

Ele que esperava ouvir um sim como de costume, fez silêncio.

- É melhor sem despedidas. tchau. - diz ela


tutututututututututtutut

E deságua.